Não posso cravar que esse seja o motivo para que a candidatura de Ciro Gomes (PDT) à Presidência da República não deslanche, mas a verdade é que o pedetista consegue carregar consigo justamente algumas das piores características tanto em Bolsonaro quanto em Lula, o que lhe distancia de ser um opção diferente.

Fotomontagem: Reprodução (BBC News Brasil / Isto é / UOL Notícias)

Talvez com pouco humor por causa dos números das pesquisas eleitorais, natural que seja, já que até agora elas não lhe favoreceram nenhuma vez, Ciro Gomes vêm discutindo com eleitores rivais, respondendo mal a perguntas capciosas, sendo mal educado e até beligerante, ao bom e conhecido estilo Bolsonaro de ser.

Esse estilo truculento é apontado por muitos como culpado por tenções na gestão do país que, por exemplo, pressionam o câmbio e criam dúvidas institucionais que esfriam a economia nacional.

Por outro lado, o DNA progressista de Lula, mesmo com o esforço de Ciro Gomes para se distanciar do petismos, está entranhado na sua imagem de ex-ministro, de defensor do ex-preso e de crítico ferrenho a Lava Jato, que chegou a ameaçar receber o ex-juiz Sérgio Moro, ou algum enviado, com uma arma na mão.

No meio desses traços de dois ‘pais políticos’, Ciro gomes ainda goza de uma inteligência impar, que tem ideias igualmente diferenciadas, mas que são apresentadas de maneira pouco entendível para grande massa. Concluo, por isso, que o pedetista pode ter também alguma ancestralidade intelectual com Eneias.

A verbalização de Ciro é muito complicada para a maioria dos eleitores, quase incompreensível.

Resumindo, infelizmente, pois o Brasil precisava de um candidato feito Ciro Gomes disputando as eleições, não só coadjuvando, não vai dar. Além do adiantar do tempo, não há sinais de que haja tratamento para desenvergar esse pau, a tanto tempo torto.

Essa é a opinião desse que não entende nada de política, igual quase todo mundo!